Emigração

Emigração

Lusofonia de mãos dadas no II Festival Internacional da Literatura e Arte numa iniciativa da Academia de Escritores na Suiça

Genebra foi pioneira na organização de um  mega evento literário lusófono mundial,  iniciativa da ALALS (Académie de Lettres et Arts Luso-Suísse), e a convite destes foi coorganizado em várias cidades e países, no mesmo fim de semana,  nos dias 7 e 8 de Outubro.

Uma etnografia nas periferias de São Paulo, Brasil

O 4º ciclo de conferências do Programa Doutoral em Psicologia (2017/18), recebe Rubens Adorno da Universidade de São Paulo (Brasil), para uma conferência intitulada "Mortes, consumos e cuidados: Sofrimento social, tráfico e políticas públicas: Uma etnografia nas periferias da cidade de São Paulo, Brasil".

A conferência acontece no dia 18 de outubro de 2017, às 18h00, no Auditório 1 da FPCEUP, e uma das oradoras será a psicóloga Edite Saraiva, natural da localidade portuguesa de Esposende mas a viver no Porto.

A comunidade portuguesa no Reino Unido e o Brexit

Daniel Bastos

Daniel Bastos

Professor

O Brexit, palavra criada pela fusão de "Britain" e "exit" para a saída do Reino Unido da União Europeia, no âmbito do referendo de 23 de junho de 2016 em que a maioria dos britânicos, 52%, votou pela saída da UE, continua por estes tempos a ser um dos principias temas das agendas europeias e mundiais.

O fluxo de estudantes estrangeiros em Portugal

Daniel Bastos

Daniel Bastos

Professor

O número crescente de estudantes estrangeiros que estão a procurar as faculdades e escolas superiores nacionais para cumprir um período de mobilidade estudantil ou para realizar um curso completo, evidencia que está na moda vir estudar para Portugal.

Final com brilho e glamour no I Concurso Internacional Miss Portugal/Brasil em Santa Catarina

Realizou-se, com enorme êxito, a esperada grande Final do I Concurso Internacional MISS PORTUGAL/ BRASIL 2017. A praia da pinheira Santa Catarina, onde tudo decorreu, encheu-se com uma enorme moldura humana, entre participantes, público local e muitos, mas muitos turistas.

Parabéns para Ana Rita Rego de Famalicão

Antônio Cunha

Antônio Cunha

Empresário

Somos primos em grau bem distante. Mas temos em nossas veias um pouco das mesmas origens vindas da Família Vale Rego - Em Geraz do Minho. Alegro-me em ver na Internet a notícia de que a neta da prima Quelinhas de Famalicão foi a ganhadora da medalha de ouro em artes marciais, conquistada na Holanda. Terra das tulipas. Terra onde vice, agora, minha sobrinha Beatriz. Como sempre digo: o mundo é grande mas a internet nos aproxima. Parabéns Ana Rita Rego.

Emigrantes portugueses associaram-se à Festa dos 'Unidos da Tijuca' no Rio de Janeiro

Unidos da Tijuca apresentou seu novo primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira e Alex Marcelino e Jack Pessanha emocionaram toda a comunidade presente.

Onde param os donativos dos emigrantes para as vítimas dos fogos na região Centro?

Daniel Bastos

Daniel Bastos

Professor

No início do mês de setembroa imprensa nacional repercutiu nas páginas de vários órgãos de informação declarações do autarca de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, a solicitar que o Ministério Público investigasse para onde foram canalizadas as verbas recolhidas por várias entidades para as vítimas do incêndio que assolou a região em junho.

Fados na Casa de Vila da Feira no Bairro da Tijuca no Rio de Janeiro

No último fim de semana a Casa da Vila da Feira e Terras de Santa Maria, situado no Bairro da Tijuca na cidade do Rio de Janeiro, realizou uma noite de Fados, apresentando as novas vozes do Fado do Brasil. Um serão mágico de confraternização e música genuínamente portuguesa que ficará na memória de todos!

Os soldados portugueses que se tornaram emigrantes em França no final da Grande Guerra

Daniel Bastos

Daniel Bastos

Professor

A presença da comunidade portuguesa em França, a mais numerosa das comunidades lusas na Europa e uma das principais comunidades estrangeiras estabelecidas no território gaulês, rondando um milhão de pessoas, está historicamente ligada ao processo de reconstrução francês após o fim da segunda Guerra Mundial. Reconstrução, que em parte, foi suportada por um enorme contingente de mão-de-obra portuguesa que motivada pela procura de melhores condições de vida, e nas décadas de 1960-70 pela fuga à Guerra Colonial e à repressão política do Estado Novo, encontrou nos setores da construção civil e de obras públicas da região de Paris o seu principal sustento.

Páginas

Subscreva RSS - Emigração