Projeto ‘Global Schools’ em Barroselas

Exclusão social e contrastes de desenvolvimento foram os temas escolhidos para a divulgação do projeto “GLOBAL SCHOOLS”, numa ação de sensibilização da comunidade educativa, que decorreu na Escola Básica e Secundária de Barroselas, no passado dia 14 de dezembro, levada a cabo pelas professoras responsáveis pelo projeto.

Foram expostos cartazes de apresentação do projeto, outros com ilustrações alusivas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), bem como fotografias muito expressivas e bastante elucidativas relativas aos contrastes de desenvolvimento e desigualdades a nível mundial. Para decoração, montou-se uma Árvore de Natal com estrelas contendo frases e desenhos alusivos aos problemas do mundo atual. Além disso, os alunos do 1º ciclo apresentaram uma coreografia ao som da música intitulada “Sozinho”, alertando para a problemática da pobreza e exclusão social.

5

4

O projeto Global Schools é financiado pela União Europeia e tem como objetivo geral abrir novas áreas de aprendizagem e de plena participação dos jovens face aos desafios da cidadania global, facilitando a aquisição de competências e valores que garantam uma maior sensibilização e compreensão crítica de questões globais e um envolvimento ativo. Pretende, também, desenvolver modelos replicáveis de ‘Aprendizagem Global no Ensino Básico", criando uma rede europeia de 155 escolas que, de forma estruturada, passem a integrar a Educação para o Desenvolvimento (ED) no seu currículo, através de um processo participativo, envolvendo diversos parceiros em 10 países europeus.

22

0

Em Portugal, a implementação do projeto é da responsabilidade da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, tendo como associados a Câmara Municipal de Viana do Castelo, os Agrupamentos de Escolas de Viana do Castelo, incluindo o de Barroselas, bem como duas organizações não governamentais: a Fundação Gonçalo da Silveira e o CIDAC- Centro de Intervenção para o Desenvolvimento Amílcar Cabral.